João Zilhão faz balanço “positivo” da 3.ª edição do Millennium Estoril Open

0

Terminada a terceira edição do Millennium Estoril Open, que coroou Pablo Carreño Busta como campeão do torneio, João Zilhão fez um balanço ao torneio em conferência de imprensa, onde abordou o decorrer de toda semana, que considera ter sido bastante positiva, apesar de alguns imprevistos de última hora, que resultaram na desistência de dois dos cabeças de cartaz do torneio cascalense. O diretor do torneio recebeu feedback positivo da grande maioria das pessoas com quem foi falando, num torneio que bateu racordes de assistência.

 

“Estamos muito contentes com o Pablo Carreno Busta. Há três anos que estava a ameaçar ganhar este torneio. Para mim é um futuro top-10 mundial e acho que este ano ele já provou que é um sério candidato a ganhar muitos títulos e talvez um dos possíveis sucessores do Nadal no circuito.

Começámos com um quadro extremamente bom que tive meses a promovê-lo numa grande campanha. Perdemos dois cabeças de cartaz pelas mesmas razões com uma probabilidade rara de acontecer, mas mesmo assim tivemos um grande quadro, com grandes nomes e excelentes jogos. Nomes que as pessoas gostam de ver, como o Richard Gasquet, o David Ferrer. o Juan Martin del Potro, e acho que balanço desportivo foi bom.

Em relação ao balanço do evento no seu todo, o feedback que temos dos nossos sponsors é muito positivo, o do público em geral também é bom e acho que o facto de termos esgotado 5 sessões também ilustra isso e vimos em todo o recinto as pessoas animadas, divertidas, contentes.

Em relação aos jogadores, o feedback que tivemos foi extremamente positivo. Gostava de destacar alguns jogadores que são históricos com muita experiência no circuito, como o caso do Robredo, do Ferrer, do Gasquet, que mais uma vez realçaram as condições fabulosas que encontraram neste no figurino com o Clube de Ténis do Estoril, o Hotel Cascais Miragem e todo este enquadramento mais intimista deste torneio.

Por fim gostava de dizer que tivemos a sorte de ter cá esta semana o mais alto quadro do ATP World Tour, o Chris Kermode, que como todos sabem é o presidente executivo do ATP World Tour e que ficou muito bem impressionado com o torneio.”

Leia também:

About Author

A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.