¡Qué grande eres, Pablo!

0

Pablo Carreño Busta fez jus na prática ao favoritismo teórico com que chegou a esta 3.ª edição do Millennium Estoril Open, ao defender com sucesso o estatuto de primeiro cabeça de série durante a sua participação no maior torneio de ténis realizado em Portugal.

Depois das presenças na meia-final em 2015, e na final em 2016, o tenista espanhol (21.º) conseguiu finalmente sair do Clube de Ténis no Estoril com o título de campeão de singulares na bagagem, após derrotar na final deste domingo, em pleno Estádio Millennium, o veterano luxemburguês Gilles Muller (28.º), por 6-2 e 7-6(5), em uma hora e 22 minutos.

O encontro de reedição dos quartos de final da edição de 2015 do torneio português (na altura o espanhol vencera por 6-2 e 6-4) começou de forma algo atípica, com ambos os jogadores a perdem os seus primeiros jogos de serviço. Contudo, não demorou muito até que Carreño Busta assumisse as rédeas da primeira partida, quebrando mais duas vezes o serviço do luxemburguês, que disputava a primeira final da carreira no pó de tijolo, para sair na frente do marcador.

Ao contrário do set inaugural, no parcial seguinte não houve lugar a uma única quebra de serviço de parte a parte, com o equilíbrio e um bom nível de jogo de ambos os tenistas a serem as notas dominantes, mas, diga-se, o espanhol nunca viu verdadeiramente ameaçado o seu estatuto de principal favorito à vitória final.

Um campeão incontestável

Final no ATP 500 do Rio de Janeiro, meias-finais no Masters de Indian Wells (nunca até então havia atingido fase tão adiantada de um Masters) e título de campeão no renovado Estoril Open. O espanhol de Gijón, de 25 anos, é um dos tenistas em melhor forma na temporada, tendo conquistado no dia de hoje o terceiro título da carreira em torneios do ATP World Tour – troféu conseguido às custas de quatro vitórias em sets diretos (!) diante de veteranos do circuito: 7-6(5) e 7-5 frente a Robredo (ex-número 5 ATP), 6-2 e 6-4 contra Almagro (ex-top 10), 6-3 e 6-3 diante de Ferrer (ex-número 3), e hoje o triunfo ante Muller (antigo quartofinalista do US Open). A conquista do título não deverá permitir-lhe subir no ranking na atualização que será conhecida esta segunda-feira, mas confere à sua conta bancária uma importante quantia de €85,945.


Lista de campeões de singulares do Millennium Estoril Open:

2017: Pablo Carreño Busta (ESP)
2016: Nicolas Almagro (ESP)
2015: Richard Gasquet (FRA)

Leia também:

About Author

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação pelo ISCTE. Considera-se um privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.