Daniel Rodrigues vice-campeão de um torneio Grade 1

0

Esta semana, apenas Daniel Rodrigues esteve em ação no que concerne aos tenistas portugueses que disputam torneios do circuito internacional júnior, sendo que o número dois nacional de sub-18 atingiu o melhor resultado até ao momento após apenas ceder na grande final do prestigiado Grade 1 de Casablanca.

O jovem madeirense de 17 anos de idade, atual 259.º classificado do ranking de juniores, teve uma participação muito positiva (inédita mesmo em termos pessoais) pelo evento marroquino ao deixar pelo caminho de forma seguida vários adversários melhores cotados (um deles, inclusive, do top-65), tendo começado por bater o sul-africano Lleyton Cronje (198.º) por 6-2 e 6-2.

Depois, Daniel Rodrigues afastou consecutivamente o britânico Barnaby Smith, sétimo cabeça de série e número 63 mundial (liderava por 6-3 3-4 quando o seu oponente desistiu), o argentino Tomas Descarrega, seu companheiro na vertente de pares e esta semana colocado no 196.º posto da hierarquia mundial de sub-18, por 6-4, 4-6 e 6-1, o tenista da casa Yassir Kilani (432.º) pelos parciais de 6-4 e 6-2 e ainda o espanhol Carlos Montagud, 16.º pré-designado e 122.º classificado do ranking de juniores, por 7-6(4) e 6-3.

Chegado à derradeira fase de uma prova desta importância pela primeira vez na sua (ainda curta) carreira, Daniel Rodrigues acabou por não resistir ao principal favorito à vitória final, o australiano Alexei Popyrin (19.º), e baqueou assim com os parciais de 6-0 e 6-2. Ainda que tenha falhado a conquista do título da prova marroquina, a jovem promessa nacional soma 100 pontos para a hierarquia mundial naquela que foi a melhor participação de sempre num torneio deste nível e garante a entrada inédita no top-120 mundial, devendo fixar-se no 113.º lugar.

Leia também:

About Author

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 2.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante da modalidade desde a adolescência.