Carreño Busta leva a melhor frente ao (ainda) campeão em título

0

O mesmo torneio, o mesmo palco, os mesmos protagonistas, mas o desfecho foi outro. Pablo Carreño Busta “vingou” esta sexta-feira a derrota sofrida às mãos de Nicolas Almagro na final do ano passado do Millennium Estoril Open, ao eliminar o seu compatriota nos quartos de final do torneio português.

Num encontro que começou com mais de uma hora de atraso devido às más condições que a chuva que caiu ontem deixou no Estádio Millennium do Clube de Ténis do Estoril, Carreño Busta (21.º) voltou a demonstrar que é um dos tenistas em melhor forma esta época, carimbando a passagem às meias-finais com uma vitória esclarecedora – 6-2 e 6-4 – frente ao atual campeão em título, Nicolas Almagro (86.º).

A primeira partida ficou resolvida em 25 minutos fruto de uma entrada em jogo mais segura de Pablo Carreño que, além de se ter adaptado mais rapidamente às condições de jogo, soube capitalizar o nervosismo inicial apresentado por Almagro. No parcial seguinte, quando se pensava que o quarto jogo, muito longo e disputado, poderia assumir-se como decisivo para o desfecho da partida (Almagro dispôs de cinco pontos de break para recuperar a quebra de serviço sofrida logo no primeiro jogo, porém, sem sucesso), o antigo número 9 mundial não atirou a toalha ao chão, conseguindo devolver o break à passagem do sexto jogo. Mas com o marcador em 4 igual, quatro erros de Almagro permitiram a Carreño Busta colocar-se em posição de servir para fechar o encontro. E assim foi.

O 95.º triunfo da carreira do tenista de Gijón permite-lhe marcar presença nas meias-finais de um torneio ATP pela quinta vez esta época, sendo que o seu adversário de amanhã será David Ferrer (31.º) ou Ryan Harrison (52.º).

About Author

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação pelo ISCTE. Considera-se um privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.

Leave A Reply

Licença Creative Commons
O conteúdo produzido pelo Ténis Portugal não pode ser modificado sem autorização por parte do responsável do projeto; para efeitos de divulgação, reprodução e utilização não comercial, requer-se a referência ao Ténis Portugal. Licença Creative Commons Attribution - Non Commercial - No Derivatives - 4.0 International.