Os 8 (potenciais) cabeças de série do Millennium Estoril Open – Richard Gasquet, 4.º

0

Entre os dias 21 e 28 de abril, apresentamos no Ténis Portugal um artigo diário sobre cada um dos potenciais cabeças de série do Millennium Estoril Open. Potenciais porque, como explicamos neste artigo, a lista ainda pode sofrer algumas alterações.

4.º CABEÇA DE SÉRIE – RICHARD GASQUET

Richard Gasquet conhece bem os cantos à casa. Em 2015, na primeira edição do Millennium Estoril Open, saiu invicto do Clube de Ténis do Estoril (derrotou Nick Kyrgios na final) e assim chegará ao torneio este ano.

Com um registo de 50-50% em finais do ATP World Tour (o que equivale a dizer 14 ganhas, 14 perdidas), o gaulês de 30 anos será o quarto cabeça de série da terceira edição do torneio, ficando por isso isento de disputar a primeira ronda, e surge uma vez mais como um dos principais candidatos ao título.

As lesões têm atormentado a carreira de Richard Gasquet e 2017 não está a ser exceção, mas o regresso aconteceu esta semana, dois meses depois do último encontro, no torneio de Barcelona. No Estoril, espera-se já mais ritmo de jogo e prestações que lhe permitam lutar pelo título juntamente com os outros candidatos.

Para além das 28 finais em torneios ATP já disputadas, Richard Gasquet tem ainda no currículo 3 meias-finais em torneios do Grand Slam (duas em Wimbledon, uma no US Open, às quais junta duas qualificações para o ATP World Tour Finals e a final da Taça Davis no ano de 2014.

É, atualmente, um dos mosqueteiros da França e pode já ser considerado um dos melhores tenistas da história do país, apesar de nunca ter conseguido chegar onde ao estatuto que lhe era previsto desde tenra idade, sobretudo a partir do momento em que terminou a temporada de 2002 como número 1 mundial de juniores (graças aos títulos em Roland Garros e no US Open).

About Author

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.

Leave A Reply

Licença Creative Commons
O conteúdo produzido pelo Ténis Portugal não pode ser modificado sem autorização por parte do responsável do projeto; para efeitos de divulgação, reprodução e utilização não comercial, requer-se a referência ao Ténis Portugal. Licença Creative Commons Attribution - Non Commercial - No Derivatives - 4.0 International.