Gastão Elias entra de forma direta no quadro do Estoril Open e wild card volta a ficar livre

0

Está a ser um dia movimentado no que ao Millennium Estoril Open diz respeito. Poucas horas depois da atribuição de um wild card a David Ferrer, ex-número 3 mundial, é agora oficial que Gastão Elias não precisará de um para entrar no quadro principal de singulares do torneio, o que significa que João Zilhão — o diretor do torneio — volta a ter 2 wild cards para entregar.

Até esta segunda-feira, Gastão Elias estava a 3 lugares de garantir entrada direta no quadro principal, dois deles reservados a “special exempts” — lugares atribuídos a jogadores inscritos no qualifying do torneio em questão e que consigam bons resultados (meias-finais ou melhor) num dos torneios da semana anterior.

Com as desistências de Daniil Medvedev e Juan Monaco anunciadas no final do dia, o número 2 português passou a precisar de apenas mais uma para garantir a entrada direta, ou então que pelo menos um dos special exempts não fosse exercido.

Como Bjorn Fratangelo, Santiago Giraldo e Taro Daniel eram os únicos a poder entrar no Millennium Estoril Open através desse estatuto, Elias precisava que dois deles não chegassem às meias-finais em Barcelona ou Budapeste. E foi o que aconteceu: Daniel perdeu com Nikoloz Basilashvili na primeira ronda de Barcelona e, já ao fim da tarde, Giraldo com Zeballos, estando por isso garantido que só um dos lugares de special exempt poderá ser usado e consequentemente confirmada a entrada direta do português de 26 anos no quadro principal do torneio do Estoril.

Desta forma, e poucas horas de convidar David Ferrer, o Millennium Estoril Open volta a ter dois wild cards disponíveis para a grelha principal, aos quais se junta ainda uma vaga para o qualifying — a outra já está ocupada por João Domingues, que a conquistou ao ser o melhor português no Cascais NextGen Tour.

Ponto de situação:

/ wild cards para o quadro principal

  1. David Ferrer
  2. por atribuir
  3. por atribuir

/ wild cards para o qualifying

  1. João Domingues
  2. por atribuir

About Author

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.

Leave A Reply

Licença Creative Commons
O conteúdo produzido pelo Ténis Portugal não pode ser modificado sem autorização por parte do responsável do projeto; para efeitos de divulgação, reprodução e utilização não comercial, requer-se a referência ao Ténis Portugal. Licença Creative Commons Attribution - Non Commercial - No Derivatives - 4.0 International.