À terceira é de vez. João Domingues sagra-se campeão do último Future Cascais NextGen Tour

0

CARCAVELOS – De ditados se faz a história do povo e de ditados se faz a campanha de João Domingues no Cascais NextGen Tour. Porque não há duas sem três, o tenista português discutiu este domingo a sua terceira final no circuito de Futures criado pela 3Love, e como à terceira é de vez, sagrou-se campeão da etapa derradeira (organizada no Carcavelos Ténis) para fechar com chave de ouro quatro semanas de ténis non-stop.

A viver a melhor temporada da carreira e à procura de mais um título, o jogador português de 23 anos conseguiu contrariar o registo das finais do Lisboa Racket Centre e do Clube de Ténis do Porto — os dois outros torneios do Cascais NextGen Tour em que tinha participado, dado que a Taça Davis o “impediu” de jogar o torneio do Quinta da Marinha Racket Club — ao derrotar o francês Maxime Chazal, número 389 do ranking, por 6-3 e 6-1.

Atual 271.º classificado na hierarquia mundial masculina (a sua melhor classificação, o 270.º posto, foi alcançada nas semanas anteriores), Domingues entrou muito melhor no encontro e chegou rapidamente a uma vantagem de 4-0, que apesar de algumas investidas e pequenos ataques do jogador francês se revelou impossível de contrariar.

Sempre por cima do encontro, o jogador português voltou a entrar melhor no segundo set, conseguindo uma vez mais adiantar-se com um break, e soube gerir a vantagem para não perder o controlo da final, que viria a vencer quando estavam contabilizadas uma hora e catorze minutos de encontro.

Com cinco triunfos consecutivos no Carcavelos Ténis, João Domingues pôde fazer a festa perante o público português, que aderiu em massa ao derradeiro dia do mini-circuito de torneios Future promovido em parceria com a Câmara Municipal de Cascais e a Federação Portuguesa de Ténis.

Aquele que é o 3.º título do ano traduz-se no 7.º de uma carreira que continua a dar sinais de evolução e que tem como próximo destino nova participação no Millennium Estoril Open, torneio para o qual garantiu um wild card para a fase de qualificação ao ser o melhor português entre aqueles que participaram no Cascais NextGen Tour.

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.