Jo-Wilfried Tsonga afirma estar pronto para regressar à Taça Davis

0

Volte-face na situação inicial. Jo-Wilfried Tsonga, que tinha decidido não jogar a Taça Davis na presente época, terá voltado atrás com a decisão, colocando-se à disposição para ajudar a França no embate das meias-finais frente à Sérvia, agendado para setembro.

Em declarações à imprensa presente em Monte Carlo, onde decorre esta semana o célebre Masters 1000 monegasco, Tsonga revelou o conteúdo da conversa com Yannick Noah, capitão da seleção francesa, em novembro de 2016, em Paris-Bercy: “Yannick [Noah] perguntou-nos se estávamos disponíveis para a Taça Davis. Eu decidi ser honesto sem deixar dúvidas e disse: “Estou à espera do meu primeiro filho e, pela primeira vez em muitos anos, não quero jogar a Taça Davis em 2017″. A decisão foi normal e compreensível uma vez que se tratava da minha família. De qualquer forma eu disse que estava disponível para a primeira ronda contra o Japão mas não para a segunda ronda e que no futuro iríamos ver como as coisas corriam. Uma semana depois o Yannick ligou-me e disse-me que não fazia parte dos planos dele para o Japão. Então, disse-lhe que precisava de tirar um tempo para a minha família e para o meu ténis porque não estava contente com os meus resultados nos últimos dois anos. Depois ele falou-me acerca de um possível embate em setembro e eu informei-o de que seria o padrinho de casamento do meu melhor amigo”, afirmou.

No entanto, surgiram complicações com o nascimento do seu primeiro filho: “O tempo passou e, a 17 de janeiro, a Noura [namorada de Tsonga]estava de cama. Então, depois de perder nos quartos de final em Melbourne, fui visitá-la. O meu filho nasceu quatro semanas mais cedo do que o previsto. Três dias depois dele ter nascido, o Yannick ligou-me a perguntar se estava disponível para jogar contra a Grã-Bretanha. Obviamente disse-lhe que queria estar com a minha família e não pensei que fosse algo de errado, ao contrário do que algumas pessoas disseram. Para além disso, li que um membro da equipa francesa anunciou o nascimento do meu filho enquanto ele estava na incubadora, e por isso não quis falar com a imprensa durante esse período. Para além do mais, o nome dele tinha um erro de pronúncia [Sugar, em vez de Shugar]. Mas hoje, dia 16 de abril de 2017, um mês após o nascimento do meu filho, anuncio que estou disponível para jogar contra a Sérvia em setembro. Esta não é a primeira vez que mostro a minha ligação com a equipa francesa que tanto amo”, concluiu o tenista de 32 anos.

A França recebe a Sérvia de 15 a 17 de setembro do presente ano, num embate que decidirá um dos finalistas da edição de 2017 da Taça Davis.

Leia também:

About Author

Daniel Sousa