João Sousa: “Jogar o play-off em casa seria ótimo”

0

LISBOA – De forma natural, um dos temas mais abordados nas conferências de imprensa deste domingo foi o play-off do Grupo Mundial, que se realizará em setembro, e para o número 1 nacional, João Sousa, jogar em casa seria muito positivo para a equipa portuguesa, que hoje garantiu presença nessa etapa da Taça Davis pela segunda vez na história.

“No caso do Federer e do Wawrinka não virem, acredito que a Suíça seja o país mais… O país mais acessível, mas vai sempre depender dos jogadores que vão disputar a eliminatória. Independentemente disso, acredito que o play-off vai ser duríssimo e jogá-lo em casa seria ótimo. Se for fora, será ainda mais complicado, mas sinceramente não tenho nenhuma preferência em termos de adversários”, disse o tenista vimaranense.

Já com os olhos postos num fim de semana muito importante para o ténis português, João Sousa afirmou ainda que “vai ter de haver um trabalho muito bom de promover o evento no caso de jogarmos em casa para continuarmos sempre a ter muitas pessoas. Muitas pessoas têm vindo, tem havido uma grande adesão e acho que ter um estádio cheio em casa é uma coisa muito bonita. Será sem dúvida uma das coisas que procuraremos ter [caso a eliminatória seja em Portugal].

Acerca do encontro deste domingo, que se revelou decisivo na eliminatória, Sousa confessou que “não parecia que ele tinha jogado sete horas [nos dois dias anteriores]Já o tinha visto a jogar com o Gastão e sei que o ranking atual dele não demonstra o nível a que se exibiu nestes dias e portanto estava à espera que fizesse um bom encontro, como fez. Consegui contrariar essa boa exibição dele e vencer e penso que o importante é ter ajudado Portugal a vencer esta eliminatória. Foram encontros muito difíceis, um ambiente fantástico e a equipa está de parabéns.”

Leia também:

About Author

A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.