Roger Federer e Rafael Nadal de volta ao top-5; Fabio Fognini nos trinta primeiros

0

Passadas duas semanas da última atualização das tabelas classificativas, estas voltam a ser alteradas. Terminou o Miami Open, torneio da categoria ATP Masters 1000 que distribui muitos pontos para o ranking ATP, e houve alterações interessantes no ranking mundial masculino.

No top-10 foram vários os jogadores que trocaram de posição. Roger Federer, vencedor em Miami, subiu duas posições e está agora no 4.º lugar do ranking, ao passo que Rafael Nadal, vice-campeão do mesmo torneio, ascendeu dois lugares até ao 5.º posto. Ainda nos dez primeiros, Milos Raonic, Kei Nishikori e Dominic Thiem caíram posições, enquanto Marin Cilic ganhou um lugar.

Fora da elite dos dez primeiros lugares, Jack Sock é um dos grandes destaques, pois ao atingir os quartos de final da prova norte-americana, logrou uma subida de duas posições e está na sua melhor classificação de carreira. Fabio Fognini chegou às meias finais no ATP Masters 1000 de Miami, o que lhe valeu uma subida de doze postos até ao 28.º lugar do ranking mundial masculino.

1. Andy Murray (Grã-Bretanha), 11.960 pontos
2. Novak Djokovic (Sérvia), 7.915 pontos
3. Stan Wawrinka (Suíça), 5.785 pontos
4. Roger Federer (Suíça), 5.305 pontos
5. Rafael Nadal (Espanha), 4.735 pontos
6. Milos Raonic (Canadá), 4.345 pontos
7. Kei Nishikori (Japão), 4.310 pontos
8. Marin Cilic (Croácia), 3.385 pontos
9. Dominic Thiem (Áustria), 3.385 pontos
10. Jo-Wilfried Tsonga (França), 3.265 pontos
(…)
15. Jack Sock (EUA), 2.510 pontos
28. Fabio Fognini (Itália), 1.385 pontos

Portugueses:

Os três melhores portugueses no ranking ATP registaram descidas, ao contrário de João Domingues que continua a registar uma excelente tendência ascendente. João Sousa perdeu dois lugares, ao passo que Gastão Elias perdeu um e estão no 37.º e 90.º postos, respetivamente. Pedro Sousa registou uma queda de dez lugares e está em 209.º. João Domingues encontra-se no melhor ranking da sua carreira, o 279.º posto. João Monteiro, viu coletados os pontos do seu sucesso nos torneios Future e está na sua melhor classificação de carreira depois de uma subida de 34 lugares. O português encontra-se no 482.º posto.
Clique aqui para consultar as restantes classificações dos tenistas portugueses no ranking ATP.

Leia também:

About Author

Pedro Cunha

O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.