João Domingues sagra-se vice-campeão do 1.º Future do Cascais NextGen Tour

0

LISBOAJoão Domingues sagrou-se este domingo vice-campeão do Future do Lisboa Racket Centre, a primeira de quatro provas internacionais masculinas que constituem o Cascais NextGen Tour. Numa final muito bem disputada e que contou com a presença de centenas de espetadores no clube lisboeta (incluindo os também tenistas João Sousa, Pedro Sousa e Maria João Koehler), foi Hubert Hurkacz quem ficou com o troféu principal.

À procura do terceiro título da temporada na variante de singulares naquele que era o seu 33.º encontro, João Domingues até entrou bem e conseguiu a primeira quebra de serviço do encontro, adiantando-se para 1-3 frente ao número 359 do Mundo, mas Hurkacz soube manter-se em jogo e contra a vontade do público que se deslocou ao Lisboa Racket Centre recuperou para vencer o primeiro set.

No segundo parcial, foi o jovem tenista polaco, quarto cabeça de série, quem entrou, conseguindo desde logo o break de entrada, que se revelou impossível de devolver e foi ainda duplicado. O resultado final ficou assim estabelecido ao cabo de 1h19, com os parciais de 7-5 e 6-1 a favor de Hubert Hurkacz.

Apesar da derrota, João Domingues sai do Lisboa Racket Centre com a quarta final disputada num torneio Future em 2017 (registando agora um saldo de 2 títulos e 2 vice-campeonatos) e parte com a confiança redobrada para a eliminatória da Taça Davis entre Portugal e Ucrânia, que se disputa em Lisboa na próxima semana.

A chegada à final do 1.º Future do Cascais NextGen Tour permite ainda ao tenista natural de Oliveira de Azeméis (que é o 297.º do ranking ATP) isolar-se na “corrida” ao wild card para o qualifying do Millennium Estoril Open, que é entregue ao jogador que conseguir melhores resultados no conjunto das quatro provas — ao Lisboa Racket Centre segue-se o Quinta da Marinha Racket Club, depois o Clube de Ténis do Porto e, por fim, o Carcavelos Ténis.

Na final de pares, que se disputou na jornada de sábado, os troféus de campeões ficaram a cargo de Felipe Cunha e Silva e João Monteiro, que derrotaram os primeiros cabeças de série para vencerem pela segunda vez consecutiva lado a lado num torneio Future.

About Author

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.

Leave A Reply

Licença Creative Commons
O conteúdo produzido pelo Ténis Portugal não pode ser modificado sem autorização por parte do responsável do projeto; para efeitos de divulgação, reprodução e utilização não comercial, requer-se a referência ao Ténis Portugal. Licença Creative Commons Attribution - Non Commercial - No Derivatives - 4.0 International.