Bom Sucesso Ladies Open com finalistas de pares definidas em dia perturbado pela chuva

0

ÓBIDOS – Uns minutos de chuva bastaram para que a jornada deste sábado do Bom Sucesso Ladies Open 1 fosse seriamente condicionada: depois de algumas horas à espera que os courts de relva sintética da Bom Sucesso Tennis Academy recuperassem da chuva constante que se verificou ao longo da noite, o torneio foi perturbado pela precipitação que se fez sentir durante menos de meia-hora e que forçou o adiamento de todos os singulares para amanhã.

A água que se acumulou nos quatro campos relvados fez com que nem se iniciassem os encontros previstos para este sábado (de manhã, disputar-se-iam os quartos de final de singulares, seguidos dos primeiros encontros da qualificação do Bom Sucesso Ladies Open 2), pelo que só Rosa Vicens Mas e Anna Klasen conseguiram jogar, para concluírem o único encontro dos “oitavos” ainda pendente. No final, foi a alemã quem levou a melhor para completar o alinhamento dos quartos de final.

À espera que teve início logo pela manhã e se prolongou até à hora de almoço seguiu-se uma pequena reunião entre o juiz árbitro Marco Romão e as jogadoras, na qual foi combinada uma hora para o arranque dos encontros de pares de forma a evitar o cancelamento da prova. E assim foi. Entre gotas, ameaças e céus cinzentos, os quartos e as meias-finais concluíram-se, com Manisha Foster/Helene Scholsen (6-4 e 6-4 frente a Parres Azcoitia e Yana Sizikova, as primeiras cabeças de série) e Anna Klasen/Erika Vogelsang (segundas pré-designadas, que nas “meias” venceram Karola Patricia Bejenaru e Elina Nepliy por 6-2 e 6-2) a garantirem a passagem à grande final.

Não é, por isso, de estranhar que a ordem de encontros deste domingo volte a ser bastante extensa: para as 9h30, estão previstos os quatro encontros dos quartos de final, seguidos dos primeiros do qualifying (na primeira ronda há 16 tenistas portuguesas em ação) e, depois, as meias-finais. Na eventualidade da chuva voltar a perturbar o andamento da jornada, serão utilizados dois campos cobertos em piso rápido nas redondezas de forma a evitar mais atrasos.

OP (3)

OP (4)

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.