Federer ultrapassa Nadal; 4 dos 5 primeiros portugueses registam subidas

0

Terminou mais uma semana de sonho para Roger Federer em 2017, que culminou na subida do suíço ao sexto lugar da hierarquia mundial, ultrapassando Rafael Nadal. Mas não só dessa mudança se faz a atualização do ranking ATP desta semana, com o espanhol Pablo Carreño-Busta a ser um dos jogadores em maior destaque, seguido do seu homónimo e adversário nos quartos de final, Pablo Cuevas. No que aos jogadores portugueses diz respeito há várias subidas a assinalar.

Campeão do torneio de Indian Wells pela quinta vez na carreira ao derrotar o compatriota Stan Wawrinka numa final que lhe valeu a sexta vitória do ano contra tenistas do top 10 mundial em outros tantos encontros, Federer escalou quatro lugares no ranking, fixando-se na 6.ª posição.

A subida do suíço — que este fim de semana confessou que antes de regressar só apontava à ingressão no top 8 em meados da época de relva — resultou na descida de Rafael Nadal, jogador que derrotou rumo aos quartos de final, para o sétimo lugar, sendo agora perseguido por Dominic Thiem, Marin Cilic e Jo-Wilfried Tsonga, que desceram ambos duas posições e encerram o lote dos 10 primeiros.

A grande novidade no top 20 mundial é a presença de Pablo Carreño-Busta, que com a melhor quinzena da carreira chegou às meias-finais do Masters 1000 norte-americano para assim se estrear entre os 20 primeiros da tabela, isto quando falta pouco mais de um mês para regressar ao Millennium Estoril Open.

A Carreño-Busta na lista de jogadores a destacar junta-se outro Pablo, do Uruguai e com apelido Cuevas. Aos 31 anos, Pablo Cuevas subiu 4 lugares e é agora 26.º, fruto dos quartos de final alcançados em Indian Wells (onde perdeu precisamente para o espanhol).

1. Andy Murray (Grã-Bretanha), 12.005 pontos
2. Novak Djokovic (Sérvia), 8.915 pontos
3. Stan Wawrinka (Suíça), 5.705 pontos
4. Kei Nishikori (Japão), 4.730 pontos
5. Milos Raonic (Canadá), 4.480 pontos
6. Roger Federer (Suíça), 4.305 pontos
7. Rafael Nadal (Espanha), 4.145 pontos
8. Dominic Thiem (Áustria), 3.465 pontos
9. Marin Cilic (Croácia), 3.420 pontos
10. Jo-Wilfried Tsonga (França), 3.310 pontos

(…)

17. Jack Sock (EUA), 2.375 pontos
19. Pablo Carreño-Busta (Espanha), 2.025 pontos
26 Pablo Cuevas (Uruguai), 1.460 pontos

PORTUGUESES

No capítulo dos portugueses, a atualização desta segunda-feira foi positiva para quatro dos cinco melhores representantes lusos da atualidade, com João Sousa a comandar a lista no 35.º posto do ranking (duas posições acima em relação há duas semanas, quando tinha sido atualizado pela última vez).

Gastão Elias, que tal como o vimaranense estará em ação em Miami, escalou seis degraus, estabelecendo-se agora em 89.º, enquanto Pedro Sousa (o único dos cinco primeiros a descer) é agora 199.º, tendo perdido três lugares.

João Domingues, que se sagrou vice-campeão em Loulé e já tinha atingido as meias-finais em Faro e Vale do Lobo, melhorou 16 posições, sendo agora 297.º (está a seis posições da sua melhor posição de sempre), enquanto Gonçalo Oliveira, que que viu serem contabilizados os pontos da chegada à final de um torneio Future em Hammamet, na Tunísia, passou de 422.º para 403.º para estabelecer um novo máximo de carreira.

Clique aqui para consultar as restantes classificações dos tenistas portugueses no ranking ATP.

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.