João Zilhão: “Efeito Del Potro está a ter um grande impacto na venda de bilhetes”

0

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de regresso aos títulos e um dos responsáveis pela vitória histórica da Argentina na Taça Davis. Em 2016, as alegrias foram muitas para Juan Martin del Potro, que acabou por ser reconhecido com o prémio Comeback Player Of The Year pela ATP. Agora, cada vez mais próximo dos lugares cimeiros a que habituou os seus seguidores (chegou a número 4 mundial) vem ao Millennium Estoril Open pela primeira vez e a sua confirmação já está a fazer um grande efeito.

João Zilhão, o diretor do único torneio ATP organizado em Portugal, esteve à conversa com o Ténis Portugal e revelou que “a vinda daquele que é claramente um grande nome, um dos ‘Big Five’ e um jogador com enormes conquistas está a refletir-se na venda de bilhetes. Neste momento estamos três vezes acima do número de bilhetes que tínhamos vendidos há exatamente um ano e acreditamos que é o fenómeno Del Potro que está a fazer com que isto aconteça. Obviamente que os bons resultados do João Sousa neste inicio de época também são importantes neste contexto.”

“Aquilo que estamos a sentir é que as pessoas estão a comprar os bilhetes de forma mais antecipada e a quererem garantir já que têm a oportunidade de ir ao Millennium Estoril Open”, revelou ainda o diretor do torneio, que antecipa “esgotar mais dias do que os três já conseguidos no último ano” (em 2016, o evento esteve esgotado na segunda-feira e no sábado e domingo das finais).

Nas palavras de João Zilhão, Del Potro será um dos grandes trunfos do torneio em 2017 e é reflexo de “uma aposta num jogador que tem claramente estatuto de top mundial e que desde que regressou à competição já derrotou muitos jogadores do top 10 e conquistou títulos importantes. Entre 2005 e 2013 foi o único a contrariar os Big Five nos torneios do Grand Slam, ao vencer o US Open em 2009, e já provou a todos que fisicamente está mais do que bem, tendo inclusivamente ganho ao n.º 1 mundial Andy Murray num encontro de mais de 5 horas nas meias-finais da Taça Davis em setembro do ano passado.”

Com o objetivo de atrair cada vez mais público ao Millennium Estoril Open, o diretor do ATP 250 português disse ainda que a organização está “a fazer um esforço muito grande para ir atrás da #NextGen. Estamos muito atentos ao ranking da Race to Milan (o ATP Finals para sub-21 anos que acontecerá este novembro em Milãoe a contactar os melhores jogadores do mundo com 18, 19 e 20 anos, alguns deles extremamente bem posicionados na Race to Milan. São jogadores extraordinários e o futuro do ténis ao mais alto nível que queremos ver a passar pelo Millennium Estoril Open.”

Ainda “a fazer esforços para garantir mais nomes sonantes para o evento” e em “negociações avançadas com alguns nomes que vão mexer com o torneio”, João Zilhão afirmou estar muito contente por já poder contar com o campeão em título Nicolas Almagro, o Benoit Paire, o Juan Monaco, o Denis Istomin, que ganhou ao Novak Djokovic no Australian Open, e o Kyle Edmund.”

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.