Roger Federer torna-se no tenista mais velho desde Ken Rosewall a vencer um Grand Slam

0

Como se costuma dizer: “velhos são os trapos”. Pois bem, foi isso que Roger Federer demonstrou na manhã deste domingo ao sagrar-se campeão do Australian Open, conquistando aos 35 anos de idade o seu 18.º título Major e o primeiro desde Wimbledon 2012.

O campeoníssimo helvético, que por chegar à decisão já se havia tornado no finalista de uma prova do Grand Slam mais velho em 45 anos, foi ainda mais longe, sendo o tenista mais velho desde Ken Rosewall, na altura com 37 anos e vencedor também do Australian Open, a conquistar um título Major.

Federer, que também se torna no primeiro tenista desde Mats Wilander (Roland Garros 1982) a derrotar quatro atletas do top-10 mundial rumo a um título do Grand Slam e junta-se a Pete Sampras (US Open 2002) como únicos 17.º cabeças de série a triunfar numa prova desta categoria, é, no cômputo geral, o segundo campeão de Majors mais velho de todos os tempos (só superado por Ken Rosewall — US Open 1970, Australian Open 1971 e Australian Open 1972).

Leia também:

About Author

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 2.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante da modalidade desde a adolescência.