Andy Murray doou camisola utilizada na final de Wimbledon a favor da luta contra a malária

0

Andy Murray apoia, desde 2009, a organização do Reino Unido dedicada à luta contra a malária. Recentemente, decidiu doar a camisola que usou durante a final em que obteve a segunda vitória em Wimbledon. O leilão durou 13 dias e teve 90 lances, com a licitação vencedora a ficar nos 11.848,34€. Os rendimentos obtidos com o leilão da camisola rubricada e emoldurada serão aplicados na luta contra a doença evitável e tratável que mata 438.000 pessoas por ano.

Recorde-se que a final de Wimbledon foi ganha pelo britânico perante Milos Raonic, no passado mês de julho, sendo esse o terceiro título do Grand Slam obtido pelo tenista de 29 anos. Durante a prova, Murray publicitou a organização Malaria No More com publicidade na manga da camisola, demonstrando assim todo o empenho colocado no apoio à luta contra a doença.

Antes do leilão, Andy Murray expressou que estava “orgulhoso de doar a t-shirt que usei na vitória no torneio de Wimbledon 2016 para ajudar a Malaria no More”. O britânico pediu ainda a colaboração de todos na luta contra a doença. “Temos uma hipótese real de vencer a luta contra esta doença e salvar milhões de vidas. Por favor licitem generosamente”, afirmou convictamente.

Helen Mabberley, responsável pela captação de recursos na Malaria No More UK, frisou que “estamos extremamente gratos a Andy Murray e também agradecemos à Charity Stars por ajudar a executar um leilão on-line que capitalizou a excitação gerada pelo segundo triunfo do Andy em Wimbledon.”, salientando ainda o desejo de que para o futuro “o capital obtido no leilão permita ajudar a nossa missão, ou seja, erradicar esta doença mortal”.

Leia também:

About Author

Pedro Correia Costa

Engenheiro Químico. Membro de uma família entusiasta pelo Ténis, uma modalidade cativante para todos os desportistas.