Manuel de Sousa: “Quero começar rapidamente a pensar num Challenger”

0

LISBOA – Jogador, treinador, pai de um tenista, promotor de eventos. Manuel ‘Manecas’ de Sousa (à esquerda na fotografia — onde está com José Augusto Martinho dos Santos, Presidente do São João Atlético Clube, e António Cardoso, Presidente da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica) é uma “pessoa do ténis” e quer ver Portugal ir mais longe no calendário internacional. Ao Ténis Portugal na Rádio, o promotor do Open de São Domingos falou da vontade de começar a pensar num torneio mais importante.

“Como sou um homem de desafios, quero rapidamente começar a pensar num Challenger. Faz-me uma confusão brutal que Portugal não tenha um único Challenger. Devemos ser dos poucos países na Europa que não têm um. Depois do Millennium Estoril Open existe um fosso muito grande até aos 10, 12 Futures”, começou por dizer Manuel de Sousa, ao Ténis Portugal na Rádio.

“Temos um calendário internacional muito pobre, provavelmente dos mais fracos da Europa, e eu, como pessoa do ténis, vou fazer de tudo para ajudar à realização de mais eventos. Não faz sentido não haver um Challenger em Portugal”, concluiu o ex-tenista, pai de Pedro Sousa.

Há cerca de duas semanas, também ao Ténis Portugal, Armindo Mirante — Diretor Geral do Lisboa Racket Centre — também referiu a vontade de “a médio prazo apontar para um torneio Challenger.”

About Author

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.

Leave A Reply

Licença Creative Commons
O conteúdo produzido pelo Ténis Portugal não pode ser modificado sem autorização por parte do responsável do projeto; para efeitos de divulgação, reprodução e utilização não comercial, requer-se a referência ao Ténis Portugal. Licença Creative Commons Attribution - Non Commercial - No Derivatives - 4.0 International.