Angelique Kerber: “Tive duas semanas fantásticas”

0

Aos 28 anos, Angelique Kerber fez história ao conquistar este sábado pela primeira vez na sua carreira um torneio do Grand Slam. Na conferência de impressa após a final do Australian Open, a tenista alemã recordou os últimos dias e todo o percurso que a levou à glória, mostrando-se radiante com o título conquistado.

“Já tinha derrotado a Serena Williams uma vez em Cincinnati, sabia que tinha de tentar ganhar-lhe de novo porque ela não me ia ‘oferecer’ a vitória. É um momento muito especial para mim”, começou por reconhecer a futura número dois mundial.

“Tive duas semanas fantásticas. Desde o primeiro jogo, onde salvei um match point, e depois a vitória sobre a Azarenka nos quartos de final, a quem nunca tinha ganho. E agora jogar a final de um Grand Slam contra a Serena, é uma honra — a minha primeira final de um Grand Slam! Foi mesmo uma loucura!”, contou, ainda, Angelique Kerber, a mais recente heroína do ténis germânico.

Quanto ao encontro deste domingo, que Kerber venceu em três parciais e no qual impôs a quinta derrota a Williams em 26 finais de Majors disputadas, a alemã disse ter sido extremamente importante manter a calma: “No primeiro set joguei muito bem mas segundo ela serviu muito melhor. Quando chegámos ao terceiro set disse para mim que era possível ganhar, que já joguei muitos jogos em três sets nos últimos anos e que ganhei muitos deles. Quando estava 5-2, sabia que o jogo ainda não tinha terminado.”

Questionada sobre as suas ambições a partir de agora, Kerber diz que “Neste momento não penso nisso mas quero ganhar algo mais. Estou a tentar desfrutar do momento. O meu telefone está a rebentar, nem sei quantas mensagens tenho por isso não estou a pensar nos próximos torneios.”

Leia também:

About Author

Praticante desde cedo, seguidora uns anos mais tarde mas sempre com a esperança que o ténis português, em especial o feminino, consiga um dia chegar ao topo.