Rafael Nadal: “Se perder, será contra o jogador que mais merece vencer-me aqui”

0

Em antevisão ao encontro de titãs que irá travar diante de Novak Djokovic nos quartos-de-final de Roland Garros, já esta tarde, Rafael Nadal elogiou o número um mundial, que para o espanhol tem, tal como Roger Federer já teve, “uma assinatura pendente” no que diz respeito à conquista do Major francês.

“Terei que jogar o meu melhor ténis, vão ser os quartos-de-final mais duros que alguma vez disputei em Roland Garros. Djokovic é o melhor do mundo, domina e está com uma grande confiança pois ainda só perdeu dois encontros este ano. Está a distanciar-se muito dos restantes”, afirmou o eneacampeão em título do Grand Slam parisiense.

O ex-número um mundial está bem ciente das dificuldades que encontrará do outro lado da rede e salienta mesmo que “se perder, será contra o jogador que mais merece vencer-me aqui por todas as vezes em que já esteve em posição de ganhar o torneio e pelo que está a fazer neste momento. Vou tentar dar o máximo e colocar a intensidade e convicção máximas no que farei. Vou ter que estar a um grande nível muito tempo”.

Por fim, Nadal valoriza a hegemonia do actual líder do ranking ATP ao estabelecer uma comparação dos tempos áureos de cada um. “Creio que em nenhuma época da minha carreira tive sensações semelhantes às que hoje ele tem. Quando se vence de forma consecutiva a confiança é imbatível, não há qualquer insegurança e isso faz com que actues regularmente num nível médio-alto, o que é uma grande vantagem especialmente nos grandes embates”.

Leia também:

About Author

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 2.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante da modalidade desde a adolescência.