Australian Open – Dia 11

0

Foi você que pediu? Serena Williams e Maria Sharapova disseram que sim. Está confirmada a final de sonho com que todos sonhavam desde que foi conhecido o sorteio do quadro feminino. Líder e vice-líder do ranking WTA, Williams e Sharapova discutirão no sábado a final do Open da Austrália, depois de terem derrotado Madison Keys e Ekaterina Makarova, respectivamente.

A primeira a carimbar o passaporte para a final foi a russa Maria Sharapova, naquela que será a sua quarta final em Melbourne. Desta vez, Sharapova precisou de derrotar a sua compatriota Ekaterina Makarova (11.ª do ranking), pelos parciais de 6-3 e 6-2, em menos de uma hora e meia de jogo. Num encontro que nem sempre foi bem disputado, Sharapova cometeu menos erros que a sua adversária e impôs-se em apenas duas partidas, somando a sua 22.ª vitória nos últimos 23 duelos frente a adversárias russas.

O encontro até não começou de feição para a mais cotada das duas russas, com Sharapova a precisar de 10 longos minutos para confirmar o seu serviço logo no primeiro jogo. Mas aos poucos Sharapova foi reencontrado o seu melhor ténis, enquanto Makarova só a espaços conseguia reproduzir o ténis que exibiu nos quartos-de-final frente a Simona Halep. Na final de sábado, Sharapova terá pela frente a sua “arqui-rival” Serena Williams.

A norte-americana derrotou hoje Madison Keys, de apenas 19 anos, pelos parciais de 7-6(5) e 6-2. Keys, grande revelação do torneio, começou melhor e quebrou o serviço de Serena logo de entrada. Mas a mais experiente das duas norte-americanas conseguiu recuperar o break e levar a decisão do set para o tie break que venceu por 7-5. Com as duas jogadoras sempre ao ataque, foi Serena quem desequilibrou primeiro no segundo parcial, chegando rapidamente à vantagem de 4-1. Keys vendeu muito cara a derrota e salvou sete(!) match points antes de Serena conseguir confirmar o triunfo ao oitavo match point e depois de 1 hora e 24 minutos de jogo.

Com esta vitória, Serena assegura ainda o primeiro lugar no ranking mundial, independentemente do resultado da final de sábado. Será a sexta final de Serena Williams no Open da Austrália, a primeira que disputará frente a Sharapova, naquele que será o 19.° encontro entre as duas, tendo Serena vencido… os últimos 16!

No lado masculino, o encontro entre Andy Murray e Tomas Berdych prometia muito e… não desapontou. O britânico acabaria por vencer pelos parciais de 6-7 (6-8) 6-0 6-3 e 7-5, num encontro muito tenso e quase sempre muito bem disputado. O primeiro set foi o mais equilibrado, com os dois tenistas a se exibirem ao mais alto nível e, após uma troca de breaks no final do parcial, a adiarem a decisão para o tie break. Berdych venceu por 8-6 e… caldo entornado.

Na troca de lado, Murray ouviu Berdych dizer “bem jogado“, o que irritou o britânico. Murray reclamou com o árbitro, mas a partir desse “incidente”… venceria os 6 jogos seguintes! Empatados no marcador, Berdych pareceu recuperar a concentração mas não o nível exibido ao longo do primeiro set. Já Murray foi subindo de nível e impôs-se nos momentos decisivos do terceiro e quarto sets.

Com o triunfo de hoje, Murray assegura a sua quarta final no Open da Austrália, e espera agora pelo vencedor do encontro entre Novak Djokovic e Stanislas Wawrinka, agendado para a jornada de amanhã.

Leia também:

About Author

Natural do Porto. Formada em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e atualmente a tirar o doutoramento em Ecologia Florestal na Universidade Católica de Leuven, na Bélgica. Entusiasta de ténis a tempo inteiro.