Diário de Frederico Marques – 19ª entrada

0


Frederico Marques, treinador de João Sousa, falou mais uma vez ao Ténis Portugal sendo que, desta feita, o técnico português abordou a prestação do seu pupilo no mais prestigiado torneio do mundo, que irá decorrer até ao próximo dia 6, no courts do histórico All England Club, em Londres. Não perca:

“A preparação foi feita com muito cuidado, visto que o João tinha vindo de jogar muitos jogos num curto espaço de tempo – 6 nos últimos 6 dias – e tinha alguma outra mazela normal da alta competição. É bom sinal ter estas mazelas visto que só existem quando se jogam muitos jogos e isso significa estar a somar vitórias.

Mais um grande Grand Slam e mais um grande adversário. O Stan [Wawrinka] tem um dos melhores serviços do circuito assim como umas das melhores e mais bonitas esquerdas a uma mão. É um dos jogadores mais agressivos em termos de golpes do circuito e isso é uma vantagem ainda maior em relva. O João não estava chateado com ninguém, apenas notou o campo algo molhado em certas zonas. O Stan esteve muito agressivo em termos de golpes como referi anteriormente, fazendo com que o João se movimentasse bastante. Em relva, por vezes, os apoios são complicados e muito difícil de defender, chegando mesmo a haver quedas.

Em termos gerais, o João fez um bom jogo, mas saímos com a sensação que se podia ter feito algo melhor. Há que melhorar ainda mais no capítulo do serviço e resposta para poder estar ao nível dos top10″.

Frederico Marques

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.