Marques destaca recuperar de tranquilidade

0

Poucos minutos depois de ver o seu pupilo, João Sousa, garantir o apuramento para as meias-finais do quadro principal de singulares do ATP 250 de ‘s-Hertogenbosch, Frederico Marques fala ao Ténis Portugal da tranquilidade com que o melhor tenista português de todos os tempos se tem apresentado em court e das consequências positivas dessa mesma atitude.
“Há várias semanas que o João estava a jogar a um nível muito elevado e por vezes apenas faltava alguma tranquilidade nos momentos importantes. Neste momento e com as vitórias alcançadas, a tranquilidade voltou e tudo fica mais fácil”, começou por afirmar o técnico português.
Muito satisfeito com a vitória, Frederico revelou-nos ainda que “os jogos e os problemas passam a ser vistos de outra maneira. O João está mais lúcido e a parte táctica volta a ser utilizada com maior regularidade.”
Em relação ao encontro de amanhã, que será a primeira meia-final da temporada para o vimaranense (depois de ter disputado essa mesma fase em São Petersburgo e Kuala Lumpur em 2013), Marques está convicto da qualidade do adversário: “Ainda não sabemos com quem é que o João vai jogar [sairá do confronto entre Benjamin Becker e Vasek Pospisil] mas vai ser seguramente um adversário muito forte nesta superfície, visto que estamos a falar de uma meia-final de um torneio ATP.”
O segredo dos bons resultados parece, também, ser consequência do “pensar apenas semana a semana”, motivo pelo qual a dupla portuguesa ainda não pensa em Wimbledon. No entanto, o técnico português considera ser muito positivo “chegar a um torneio do Grand Slam com vários encontros nas pernas e mais habituado à superfície”, sendo que, por outro lado, “chegar com muitos jogos realizados não é fácil pois o desgaste em relva é muito elevado.”

Leia também:

About Author

Gaspar Ribeiro Lança

[email protected] | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. Mais, sempre mais. Foi com o objectivo de fazer chegar este capítulo do desporto a mais adeptos que fundei o Ténis Portugal em 2010. Cinco anos depois, fui convidado a ser co-responsável pela redação dos conteúdos do website, newsletter e redes sociais do Millennium Estoril Open.