Murray quebra recorde britânico em Majors

0

A temporada de terra batida pode ter sido dada como terminada com o triunfo de Nadal sobre Djokovic em mais uma grande final do torneio de Roland Garros, mas nunca é tarde para se falar de recordes. Por isso mesmo, aqui deixamos mais um: Andy Murray é, a partir de agora, o tenista britânico com mais meias-finais de torneios do Grand Slam disputadas da história.
Perseguido pelo fantasma de Fred Perry até ao dia em que quebrou finalmente a malapata e conquistou o seu primeiro título do Grand Slam (US Open, em 2012), o tenista britânico de vinte e sete anos atingiu na presente edição do torneio de Paris a sua décima quarta meia-final em torneios da categoria, ultrapassando as 13 do seu compatriota.
Foi frente a Gael Monfils com um complicado e (muito) entusiasmante triunfo por 6-4 6-1 4-6 1-6 6-0 que tudo aconteceu: depois de dois sets relativamente controlados, o britânico permitiu a entrada do público no jogo e, como consequência, viu o seu adversário nascer para o embate, colocando-se numa posição muito perigosa. Ainda assim, viria a triunfar e a confirmar o estabelecimento de mais um recorde, não só pessoal como também nacional.
Ainda em busca do seu primeiro título profissional em terra, Andy Murray já disputou finais em todos os torneios do Grand Slam menos, precisamente, em Roland Garros. No entanto, terá de esperar pelo menos mais um ano para celebrar esse feito. Agora, resta-lhe lutar da melhor forma pela defesa dos títulos no Queen’s Club e em Wimbledon.

Leia também:

About Author

Online desde 2010, o Ténis Portugal assume-se como uma publicação independente que ocupa uma posição de referência no panorama nacional tenístico.