Frederico Silva sagra-se campeão do US Open

0

Frederico Silva, número um nacional no circuito júnior e décimo colocado na respectiva hierarquia mundial masculina, sagrou-se à instantes o primeiro português a conseguir conquistar um título do Grand Slam, desta feita na categoria de júniores no quadro de pares ao lado do britânico Kyle Edmund.
Com o estatuto de oitavos cabeças-de-série em prova, Frederico Silva e Kyle Edmund partiam como menos favoritos frente aos sextos pré-designados australianos Jordan Thompson e Nick Kyrgios. Este último havia sido o responsável pela eliminação de Frederico Silva nos oitavos-de-final do quadro de singulares.

Traçando uma caminhada gloriosa, a aliança luso-britânica veio a dar bastantes frutos ao longo de toda a semana em Flushing Meadows, deixando pelo caminho pares mais cotados, como os segundos cabeças-de-série. Referência também para a eliminação da dupla onde estava Vasco Mensurado, logo na segunda ronda desta edição.

Num encontro frenético, especialmente para os portugueses e britânicos que só puderam acompanhar através de livescore, Frederico Silva e Kyle Edmund batalharam bastante para conseguirem uma vitória suada pelos parciais de 5-7 6-4 e [10-6] no match tie-breaker.

O encontro começou da melhor maneira para a dupla luso-britânica que conseguiu quebrar o saque dos adversários primeiro, liderando até por 4-2. O par australiano reagiu e acabou por tomar o ascendente do parcial, levando mesmo a melhor a primeira partida.

O segundo parcial não foi muito diferente. Silva e Edmund quebraram primeiro que os australianos mas, desta feita, foram logo quebrados de resposta. Resposta melhor deram mesmo a dupla luso-britânica que voltaram a conseguir o break e desta feita não desperdiçaram e levaram o encontro a um match tie-breaker decisivo.

Neste terceiro set disputado de forma típica para encontros de pares – muito menos comum em encontros de singulares – tudo seguiu bastante equilibrado até ao 6-6 onde Frederico Silva e Kyle Edmund dispararam no marcador e somaram quatro pontos consecutivos rumo a um título inédito.

Num desporto em clara ascensão em Portugal, o ténis nacional tem batido constantes recordes como melhor ranking, títulos Challenger, títulos ATP e desta feita consegue pela primeira vez um título do Grand Slam, ainda que seja na categoria júnior. Mas promete desde já um futuro ainda melhor para o ténis português. O esquerdino Frederico Silva já foi número seis do mundo em júniores em Janeiro e tem ainda mais uma temporada neste circuito o que lhe abre alas para repetir este sucesso e, quem sabe, fazer algo mais em singulares.

O presidente da Federação Portuguesa de Ténis aproveitou também para congratular o feito de Frederico Silva.Frederico Silva está a confirmar todo o seu potencial e há bons sinais e sintomas no ténis português. Este Sábado foi um grande dia para o ténis nacional e em especial para o Frederico e, com certeza, para o seu treinador, Pedro Felner, que tem vindo a fazer um grande trabalho”.

José Corrêa de Sampaio aproveitou também para congratular Vasco Mensurado: “Fez excelente figura. Mensurado veio de uma lesão e disputou um qualifying fortíssimo. Conseguiu chegar ao quadro principal e jogou a primeira ronda. Em pares, jogou a segunda ronda [contra os futuros vencedores Silva/Edmund].

Leia também:

About Author

Online desde 2010, o Ténis Portugal assume-se como uma publicação independente que ocupa uma posição de referência no panorama nacional tenístico.