Rafael Nadal lidera final adiada para amanhã

0
O espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic foram forçados a duas interrupções devido à chuva e, numa fase tardia da jornada, a final de Roland Garros 2012 acabou adiada devido à chuva que se fazia sentir em toda a capital francesa. Número dois mundial, Nadal procura tornar-se no primeiro tenista da história a conquistar o sétimo título em Roland Garros, enquanto Djokovic tenta vencer quatro torneios do Grand Slam em quatro oportunidades.
Sem perder qualquer set no seu trajecto até à final, Rafael Nadal era considerado como o grande candidato à vitória no torneio e o espanhol não queria desiludir: em causa estava a conquista da sétima edição do torneio, um recorde a nível mundial ATP, além da permanência no segundo lugar do ranking. Já Novak Djokovic procurava vencer o espanhol pela quarta vez consecutiva em finais do Grand Slam e vencer assim o ‘Nole Slam’ (quatro Majors consecutivos), mas a chuva não perdoou e acabou por ditar o adiamento da conclusão da final para o dia de amanhã, nunca antes das 12h em Portugal Continental. As previsões são, à semelhança do dia de hoje, de muita chuva, pelo que poderá mesmo ter de se esperar até terça-feira para se encontrar o campeão de 2012 do Major francês.
Num início de jogo marcado por muitos breaks, o espanhol acabou por – depois de cerca de duas horas de jogo – se adiantar no marcador por dois sets a zero, prolongando o bom momento até ao final do segundo jogo do terceiro set, onde conseguiu o break. Aparentemente desolado, Novak Djokovic reergueu-se e prolongou a partida, conseguindo oito jogos consecutivos, que forçaram o espanhol a disputar (pela primeira vez na edição deste ano do torneio francês) uma quarta partida, onde rapidamente ficou em desvantagem. A chuva, que ao longo do encontro caiu várias vezes, não deu hipóteses e o jogo acabou por ser inicialmente interrompido a 6-4 6-3 2-6 1-2 a favor de Nadal (com um break à melhor para Djokovic no quarto set), sendo depois anunciado o adiamento da final.
Curiosamente, é a quarta das últimas cinco finais entre Rafael Nadal e Novak Djokovic que acaba adiada para uma segunda-feira (depois do US Open, Australian Open e Masters 1000 de Roma), a primeira de Roland Garros desde 1973.

Leia também:

About Author

Online desde 2010, o Ténis Portugal assume-se como uma publicação independente que ocupa uma posição de referência no panorama nacional tenístico.